fbpx

6 tipos de riscos empresariais que você precisa conhecer!

Ter uma empresa significa diretamente ter de tomar cuidado com diferentes tipos de riscos empresariais, que na maioria das vezes acabam afetando a saúde financeira do negócio, e em outras geram problemas com órgãos públicos.

Portanto, é preciso saber quais são essas ameaças e como minimizar o poder destrutivo delas por meio da prevenção, que é sempre o melhor caminho.

Conheça agora seis tipos de riscos e como agir diante da iminência dos efeitos deles.

1. Risco fiscal

O risco fiscal está associado à necessidade de a empresa atender a obrigações legais relacionadas a declarações e impostos. Ele pode ser reduzido com um planejamento tributário bem feito, que define os procedimentos do negócio para arcar com essas responsabilidades e mapeia os principais pontos perigosos.

Por exemplo, o risco fiscal de entregar uma declaração com dados errados é de a empresa ser multada. Já o problema de não emitir notas fiscais em vendas ou prestações de serviços é o de ser acusada de sonegação, ser multada e ainda ter os tributos cobrados por estimativa dos fiscais, que pode ser bem alta.

2. Demais riscos regulatórios

A ameaça fiscal está no âmbito dos riscos empresariais ligados a regulações, mas nem todo perigo assim refere-se à esfera fiscal.

Um dos vários riscos regulatórios é o de ter a empresa multada se contratar trabalhadores desobedecendo às exigências da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para processos de admissão.

3. Riscos financeiros

Esses, quando se consolidam, prejudicam o caixa do negócio, seu capital de giro e seu patrimônio, afetando a saúde financeira. Para uma pequena empresa, os principais são:

  • risco de endividamento: é a possibilidade de o nível de inadimplência ser muito alto diante do patrimônio e das disponibilidades de dinheiro da empresa;
  • risco de liquidez: a liquidez é a capacidade de converter algo em dinheiro, seja em curto ou longo prazo, como o estoque;
  • risco de inadimplência de clientes ou de crédito: é a possibilidade de os recebíveis não serem efetivados.

Especialmente para controlar e reduzir os riscos financeiros, é preciso elaborar, atualizar frequentemente e analisar relatórios das finanças, como fluxo de caixa e relatório de contas a pagar e receber.

Outros tipos de riscos empresariais também têm relação com os financeiros, podendo afetar o caixa, como a ameaça fiscal de receber uma multa.

4. Riscos operacionais

Os riscos inerentes às operações são aqueles que podem significar perdas para a empresa decorrentes de falhas operacionais e até fatores externos.

Por exemplo, um negócio de TI pode perder dados se um backup não for feito por algum motivo, gerando retrabalho e possivelmente entrega de uma solução fora do prazo combinado com o cliente.

Uma das soluções para minimizar isso é a padronização de processos operacionais, com a listagem de riscos associados. Assim, uma linha de funcionamento mais segura é seguida e os perigos são facilmente identificados antes de causarem prejuízos.

5. Riscos cibernéticos

Ataques cibernéticos são muito comuns já há alguns anos e a todo momento são lançados contra empresas de todos os tamanhos no mundo todo. Com isso, existe o risco de um negócio perder seus dados ou acesso a ferramentas que precisa para atender seus clientes.

Para se proteger deles é preciso investir em segurança da informação e de acessos, como o uso de licenças originais de programas robustos de antivírus, certificados e selos de segurança para sites e ambientes de dados, como o SSL, e soluções para blindagens de sites e bancos de dados.

6. Riscos estratégicos

A tomada de decisões e as estratégias de um negócio são fundamentais para sua competitividade e seu crescimento. Porém, erros de planejamento e decisões equivocadas têm o efeito contrário.

Então, cada ação deve ser bem embasada em dados confiáveis e exatos e nos fatos, que também precisam ser levados em conta nos diversos planejamentos internos. Decisões baseadas apenas em vontades, vaidades e achismos podem ser a chave do insucesso do negócio.

Todo empreendimento pode ser afetado pelos riscos que abordamos. Porém, como também mostramos, para todos eles existem estratégias para minimizar o perigo que representam e até reverter seus efeitos.

Agora, compartilhe esses tipos de riscos empresariais nas suas redes sociais e ajude seus contatos a prestarem atenção a eles e se protegerem das consequências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Fale por WhatsApp