fbpx

Veja 4 riscos de não pagar as contas da empresa em dia!

Riscos em não pagar as contas em dia

Assim como uma pessoa física, todo empreendimento também precisa saber organizar seus rendimentos para não correr o risco de atrasar o pagamento de suas faturas. Fornecedores e impostos são alguns dos exemplos de contas da empresa que não devem ser quitadas em atraso, já que esse tipo de situação poderá acarretar prejuízos financeiros decorrentes dos juros.

Outro problema muito comum nas empresas que não se preocupam em organizar o setor financeiro é o da evasão fiscal. Ou seja, quando ela não paga por falta de recursos ou mesmo se ignora a obrigatoriedade de determinados tributos, ela poderá ser enquadrada no crime de sonegação fiscal. Como consequência, será preciso pagar multas e enquanto a situação não for resolvida, a organização terá sua “ficha cadastral suja”.

Levando tudo isso em consideração, é importante que as empresas contem com suporte contábil para não correr esse tipo de problema. Muitas vezes, por falta de experiência, o gestor não sabe quais são suas responsabilidades fiscais, então, o melhor caminho é sempre contar com apoio profissional.

1. Inclusão no cadastro de empresas inadimplentes

Quando não se paga as contas em dia, um dos principais empecilhos enfrentados pelas empresas é a sua inclusão no cadastro de negócios inadimplentes. Isso acontece porque o fornecedor ou outra companhia credora, por exemplo, tem o direito de informar a situação de falta de pagamento aos órgãos responsáveis pela proteção ao crédito.

Na prática, é o mesmo que acontece com pessoas físicas, que quando não honram seus compromissos financeiros têm seus nomes negativados em organizações como SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Serasa. Com o CNPJ constando no cadastro de negócios inadimplentes, praticamente será impossível obter crédito com bancos e fornecedores, dificultando o planejamento de estratégias.

Obviamente, após a dívida ser paga, o nome do empreendimento não aparecerá mais no cadastro citado. Contudo, para não correr o risco, o ideal é manter as contas da empresa em dia, afinal, nunca se sabe quando surgirá uma emergência em que ela precisará de crédito, por exemplo.

No entanto, caso o valor da dívida seja alto e impossível fazer o pagamento à vista mesmo após algum tempo, o indicado é buscar uma negociação com o credor para viabilizar a quitação, mesmo que seja em parcelas.

2. Responsabilização por evasão fiscal

A evasão fiscal, ou seja, o não pagamento de tributos obrigatórios, é considerado crime no Brasil, mas infelizmente, ainda é uma situação que acontece em muitas empresas no país. Os motivos são variados, desde a falta de recursos até a ausência de conhecimento sobre as responsabilidades relacionadas aos impostos.

A prática também é comumente conhecida como sonegação fiscal e não é apenas a falta de pagamento que se enquadra nesse crime. Reduzir o valor que precisa ser pago por meio de práticas fraudulentas, adulteração de dados, omissão ou mesmo falsificação de informações também são considerados são consideradas situações de evasão fiscal.

As punições para esse tipo de crime podem variar, pois depende se será considerado apenas infração tributária ou puramente penal, por exemplo. Consequentemente, as penas também são diversas, como aplicação de multas, que podem chegar ao valor de até cinco vezes mais do que o valor devido, ou mesmo reclusão.

Inclusive, a pena de reclusão é prevista porque diretores, contadores e sócios da empresa podem ser diretamente responsabilizados pelo ato. Ou seja, todos os funcionários que tenham colaborado com a fraude, falta de pagamento ou omissão financeira estão sujeitos a esse tipo de penalização.

3. Restrições para solicitar crédito

Imagine que sua empresa tenha planos de expansões, mas serão necessários alguns investimentos para aumentar sua capacidade de produção ou mesmo criar novos pontos de vendas. Para isso se concretizar, será preciso obter crédito junto ao banco parceiro do negócio. Até aqui é uma situação corriqueira, que faz parte do dia a dia de negócios, sejam eles pequenos ou grandes.

No entanto, se a empresa tiver contas atrasadas e o credor chegou a cadastrá-las nos órgãos de proteção ao crédito, os planos de solicitar empréstimo para colocar os planos em prática serão impossibilitados. Isso acontece porque nenhuma instituição financeira autorizará qualquer tipo de crédito para um CNPJ que esteja negativado, justamente, por não pagar suas contas em dia.

Outro risco que, muitas vezes, não é considerado é o fato de que a empresa também poderá responder judicialmente pela falta de pagamento. Os credores têm todo o direito de tentar resolver a situação por meio de ações judiciais, causando uma situação de desgaste ainda maior e, claro, prejuízo financeiro, já que despesas relacionadas à ação também deverão ser pagas.

Claro que essa é uma situação extrema, mas ela poderá acontecer a partir do atraso do pagamento de contas. O fato é que, por conta da baixa credibilidade, o gestor terá dificuldades para fazer novas parcerias e negócios.

4. Prejuízos financeiros

Não tenha dúvidas de que quando uma conta é paga em atraso, certamente ela custará mais ao bolso. Isso porque a cobrança de juros e multas veem acompanhando o atraso, o que não é nada interessante para as finanças da empresa. Então, não adianta pensar que adiar um pagamento resultará em algum tipo de benefício. Pelo contrário, a situação resultará em problemas de relacionamento com fornecedores, além de custos a mais do que o esperado.

Deu para perceber que os riscos e consequências trazidas pela falta de pagamento das empresas são muitos, inclusive, elas podem comprometer a estabilidade e futuro do negócio. Por isso, não hesite em procurar consultoria profissional sempre que necessário, especialmente nas áreas em que a empresa não conta com um setor especializado ou funcionários capacitados.

As vantagens para quem arca com suas responsabilidades financeiras em dia são muitas, desde a facilidade para obter créditos à possibilidade de participar de licitações, por exemplo. Além do mais, um negócio com as contas da empresa bem gerenciadas tem todas as ferramentas necessárias para planejar seu crescimento sustentável e otimizar a rotina.

E se você tem dúvidas sobre questões tributárias e busca um apoio especializado para seu negócio, aproveite a oportunidade e entre em contato conosco agora mesmo!

 

Fale por WhatsApp com a Montcon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Fale por WhatsApp