Confira 8 maneiras de regularizar a situação fiscal da empresa!

Confira 8 maneiras de regularizar a situação fiscal da empresa!

No Brasil, apesar de a carga tributária ser bastante alta, é preciso estar em dia com a situação fiscal da empresa. Isso porque sua irregularidade pode trazer diversos problemas para o negócio, como penalidades por meio de multas e, até mesmo, ações criminais.

Em linhas gerais, a situação fiscal é a condição em que o empreendimento se encontra em relação aos pagamentos de impostos devidos. Para estar regularizado, é necessário respeitar as obrigações impostas por lei. Para tanto, os empreendedores devem estar atentos aos valores que estão sendo recolhidos a título de tributos e, assim, evitar qualquer tipo de falha.

Quanto mais rapidamente a situação for regularizada, menores serão as consequências. Pensando nisso, neste post, separamos algumas dicas para que você coloque em prática no seu negócio. Continue a leitura e confira!

Quais são as principais maneiras de regularizar a situação fiscal da empresa?

1. Verifique como anda a situação fiscal

Tenha certeza de que a situação fiscal de sua empresa está mesmo regular. Para isso, você pode consultar o portal da Receita Federal, com o código de acesso ou certificado digital em mãos. Depois, siga o seguinte procedimento:

  • acesse a aba “Consultar Pendências”;
  • clique em “Realizar Pesquisa de Situação Fiscal”;
  • verifique o “Relatório Complementar” e veja o detalhamento das pendências.

Se desejar, você também poderá realizar uma pesquisa presencial. Nesse caso, compareça a uma central de atendimento com os seguintes documentos:

  • formulário de solicitação de pesquisa da situação fiscal e cadastral;
  • relatório complementar de situação fiscal devidamente preenchido e assinado.

2. Pesquise sobre os recursos fornecidos

Quando você entra no site da Receita Federal e procura por dados relativos à situação fiscal do CNPJ da instituição, informações e meios são disponibilizados para que o empreendedor possa acertar as pendências.

Dessa forma, a Receita Federal detalha os documentos necessários e informa sobre os processos administrativos para regularização, a geração de DARF, as condições de parcelamento e demais questões.

Essas informações têm o intuito de ajudar o gestor a sair da irregularidade e ter a chance de retomar a administração adequada de sua companhia, evitando futuras complicações e mantendo uma relação jurídica correta com o governo.

3. Conte com ajuda profissional

Uma pessoa ou uma empresa qualificada vai poder mostrar a alternativa melhor e mais rápida, evitando que você enfrente muita burocracia e cometa erros por falta de conhecimento ou desatualização. Além disso, a experiência profissional poderá auxiliar na interação com os órgãos responsáveis e facilitar o acesso a documentos e preenchimento das condições necessárias.

4. Realize o pagamento de tributos e multas

Solicite as guias de pagamento relativas aos tributos devidos. Em regra, é preciso pagar o imposto atrasado e uma multa que vai variar conforme cada caso. Normalmente, as guias são geradas online. Entretanto, dependendo do regime tributário, será necessário fazer a solicitação em um posto físico do órgão competente. Mais uma vez, cabe ressaltar que contratar ajuda especializada ajudará muito nesse processo, tornando tudo mais simples e eficiente e garantindo que nada fique para trás.

5. Faça uma auditoria fiscal

Devido à complexidade do sistema tributário brasileiro, sua empresa pode estar recolhendo impostos em duplicidade ou cumprindo exigências que não condizem com o segmento de atuação. A auditoria fiscal servirá justamente para averiguar a regularidade da situação fiscal.

A finalidade é avaliar o cumprimento das obrigações tributárias por meio da análise de documentos fiscais e de conformidade com a legislação vigente. Ao final da auditoria, dependendo do resultado, um novo planejamento tributário poderá ser indicado com o objetivo de tornar o controle e os procedimentos mais eficazes.

6. Verifique o Extrato de Situação Fiscal

Visando à regularização fiscal e cadastral dos contribuintes, o Extrato de Situação Fiscal foi criado pela Receita Federal. Nele é possível averiguar as pendências apuradas em sistemas de controle para que o estabelecimento consiga realizar, por meio da internet, a regularização com agilidade e segurança.

As pendências e as formas de regularização estão disponíveis somente para instituições nas quais o Extrato foi emitido. Para realizar a consulta dos detalhes, basta informar o CNPJ da empresa e o número do extrato encontrado na correspondência. Após o preenchimento desses campos, clique em “Consultar”.

7. Parcele o débito

Independentemente da dívida, no geral, é permitido o pagamento parcelado do débito. Então, caso não tenha o montante disponível, você poderá recorrer a esse recurso. No entanto, a tolerância termina quando, mesmo com o parcelamento do valor, você atrasar o pagamento. Nesse caso, a dívida é cobrada integralmente, e o pagamento deverá ser feito de imediato.

8. Invista em softwares de gestão

Implementar recursos tecnológicos em sua empresa também é uma boa ideia. Eles se mostram extremamente eficientes e ainda podem significar uma economia para a companhia, sobretudo em relação à contratação de pessoal.

Nesse cenário, o empresário pode contar com sistemas que fazem a gestão dos documentos fiscais eletrônicos e com recursos responsáveis pela emissão de notas fiscais eletrônicas.

Os softwares são preparados para fazer a leitura dos arquivos fiscais e, assim, evitar recolhimentos indevidos. A padronização e a organização do trabalho conferem rapidez e reduzem as chances de erro.

Por que a regularização é importante?

Caso a situação fiscal da empresa não esteja regular, ela poderá sofrer diversas consequências, como:

  • impossibilidade de prestar serviços públicos;
  • vedação para vender capital que esteja em subscrição pública;
  • proibição para cotar seus títulos na bolsa de valores;
  • falta de distribuição dos lucros no exercício.

​Além disso, vale lembrar que sua empresa só conseguirá emitir a certidão de situação fiscal se não tiver nenhuma pendência em seu nome. Esse documento é importante principalmente em situações de empresas que fazem parte de licitações públicas ou que precisam adquirir certos financiamentos ou empréstimos.

Contar com um escritório de contabilidade de confiança é crucial nesse momento, afinal, ele poderá orientá-lo sobre como agir e encontrar a melhor forma de regularizar a organização.

Com essas dicas, você conseguirá regularizar a situação fiscal da empresa de forma simples. Contudo, tenha sempre em mente que o ideal é se prevenir contra irregularidades futuras e economizar tempo e dinheiro para consertar possíveis falhas. Quando o negócio está regular, usufrui de várias vantagens, como fechamento de contratos lucrativos, acesso a financiamento com redução de juros e taxas, entre outros.

Quer manter as obrigações fiscais da sua empresa em dia? Entre em contato com a gente e veja como podemos ajudá-lo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Nós coletamos e processamos seus dados, conforme a LGPD e nossas Políticas, para prestar nossos serviços e permitir o funcionamento adequado deste site. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies. 
× Fale com a gente